TECONOLOGIA DA INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS

20 dicas para turbinar o armazenamento na nuvem – PC WORLD

In ARTIGOS E OPINIÃO on 01/05/2013 at 15:34

Organize seus dados, automatize uploads, sincronize informações, ganhe espaço extra e muito mais com estas dicas e serviços, muitos deles gratuitos.

Armazenamento online não é só para fotos e documentos. Com as ferramentas e serviços certos, você pode fazer muito mais: organizar dados, automatizar uploads e downloads, sincronizar informações, ganhar espaço extra sem gastar um centavo, hospedar um site em um serviço na nuvem e até imprimir.

E o melhor de tudo: a maioria dos serviços que mencionamos a seguir tem o mesmo preço: zero. Continue lendo para aprender como tirar proveito deles de formas que você nem sonhou que seriam possíveis.

1. IFTTT move seus dados de um lugar pra outro

O serviço online “If This Then That” (“Se isso, então aquilo” em tradução livre, ou IFTT para os íntimos) foi praticamente criado pensando em armazenamento online, e pode ser configurado para transportar dados de um serviço para outro. Por exemplo, há uma “receita” (nome dado aos conjuntos de ações) pronta queenvia automaticamente para o SkyDrive quaisquer fotos no Facebook onde você seja marcado. Outra receita arquiva mensagens do GMail numa conta no Box. Você pode até salvar todas as suas fotos do Instagram no Dropbox. Estas são só algumas das receitas criadas por outros usuários, mas você pode criar suas próprias baseadas em qualquer ação/reação que imaginar.

2. Um serviço para dominar os outros

Não é incomum um usuário ter arquivos espalhados por múltiplos serviços online. O problema com isso é encontrar o que você procura. O Otixo facilita a tarefa dando acesso ao Amazon S3, Box, Dropbox, SugarSync, Google Drive e outros serviços em um só local. Você pode fazer buscas em todas as contas, visualizar e compartilhar documentos e fotos e até mover ou copiar arquivos de uma nuvem para a outra. O Otixo custa U$ 4.99 mensais, ou US$ 47.90 por ano.

3. Envie anexos para o seu disco virtual

Geralmente na hora de enviar um arquivo para um disco virtual é necessário usar uma interface web, ou um aplicativo no desktop ou dispositivo móvel. Mas há uma outra forma: e-mail. O Evernote e o SugarSync, por exemplo, criam um endereço de e-mail único para cada conta para onde você pode enviar arquivos como anexos. O Send to Dropbox é um serviço gratuito que faz a mesma coisa com o Dropbox, e o Drv.io (atualmente em beta) funciona de forma similar com o Google Drive.

4. Migre seus arquivos de um serviço para o outro

Se você esgotou o espaço em sua conta gratuita no Dropbox e quem migrar para algo mais “espaçoso” como o Skydrive, experimente o Mover, um app gratuito que o ajuda a transferir arquivos de um serviço para outro. Ele suporta o Box, Dropbox, Google Drive, SugarSync, servidores FTP e quase qualquer outro sistema de armazenamento online que você possa imaginar. Há um certo aprendizado envolvido, então talvez você precise da ajuda de um profissional de TI para começar.

5. Transforme a nuvem no destino padrão

Por padrão a maioria dos navegadores coloca os arquivos baixados em uma pasta Downloads, e daí você as envia para o seu serviço de armazenamento online favorito. Mas que tal eliminar o intermediário? Modifique a configuração de seu navegador e indique como pasta de download uma que esteja sendo automaticamente sincronizada com seu disco virtual. Agora você tem um backup automático de todos os arquivos que baixar.

6. Salve anexos do Gmail na nuvem

Attachments.me, uma extensão gratuita para o Chrome e Firefox, permite salvar anexos em mensagens do Gmail no Box, Dropbox, Google Drive ou SkyDrive com apenas um clique. Você também pode definir regras para que anexos em futuras mensagens de contatos específicos sejam enviados automaticamente para o serviço de sua escolha.

7. Sincronize pastas ilimitadas entre PCs

Cubby funciona de forma similar ao Dropbox, mas com uma vantagem: ele permite sincronizar um número ilimitado de pastas entre seus PCs. Você pode usar este recurso para compartilhar álbuns de fotos com familiares ou documentos com colegas de trabalho, ou para fazer o backup de dados importantes em um PC extra. Tudo o que você colocar em uma das pastas compartilhadas será automaticamente sincronizado com os sistemas remotos.

8. Sincronize qualquer pasta com sua conta no SkyDrive

O SkyDrive lhe dá 7 Gb de espaço online grátis, mas há um porém: só os arquivos armazenados dentro da pasta SkyDrive são sincronizados com o serviço. Mas o SkyShellEX, do desenvolvedor Jan Hannemann, faz alguns truques por debaixo dos panos e permite sincronizar qualquer pasta. O truque exige que você permita que o utilitário mova os arquivos de sua localização original, mas de seu ponto de vista, sua estrutura de pastas permanecerá a mesma. Leia o post de Hannemann em seu blog para uma explicação mais detalhada de como tudo funciona.

9. Sincronize a configuração do navegador entre vários dispositivos

Você provavelmente passou anos criando uma coleção de favoritos, então faz sentido ter um backup deles. Tanto o Chrome quanto o Firefox tem um sistema integrado para sincronização de favoritos, que irá preservá-los na nuvem (útil caso algo aconteça com seu PC e você perca dados) e também copiá-los para outros PCs rodando o mesmo navegador.

Se você usa o Internet Explorer ou Safari, ou usa navegadores diferentes em diferentes máquinas, experimente o Xmarks, um serviço gratuito que faz a mesma coisa, e também permite acessar uma lista com seus favoritos em qualquer aparelho com um navegador e uma conexão à internet.

Espaço e mais espaço

10. Consiga mais espaço

Uma conta gratuita no Dropbox lhe dá 2 GB e espaço em disco. Já o SugarSync oferece 5 GB. Nada mal, mas espaço em disco nunca é demais, e felizmente ambos os serviços permitem que você consiga espaço extra sem abrir a carteira. Por exemplo, indique o SugarSync a um amigo e, se ele criar uma conta, você ganha mais 500 MB. O Dropbox também oferece isso, mas lhe dá ainda mais espaço se você completar uma lista de tarefas chamada “Getting Started”, conectá-lo a suas contas no Twitter ou Facebook e realizar outras tarefas.

11. Crie seu próprio serviço de armazenamento na nuvem

Se você mantém um site, pode ter uma boa quantidade de espaço online sobrando. O OwnCloud ajuda a transformar este espaço em um “Dropbox privado”, com a capacidade de sincronizar e compartilhar arquivos, calendários, notas e mais. Você pode usá-lo com um domínio já existente ou até mesmo em um servidor Linux que esteja sobrando em casa ou na empresa, e a partir daí o céu é o limite. A configuração exige um pouco de conhecimento técnico, mas o site LifeHacker tem um ótimo tutorial detalhando o processo.

12. Compartilhe espaço para ganhar espaço

Symform trabalha com a idéia de que você deve oferecer um pouco de espaço para ganhar mais espaço. Cada usuário começa com 10 GB, e você pode aumentar esse limite “doando” alguns gigabytes de seu HD para uso por outros membros da rede. Se você doar 100 GB de seu HD, por exemplo, ganhará mais 50 GB em sua conta. Tudo de forma segura, criptografada e gratuita.

13. Salve conteúdo para ler depois.

Acontece o tempo todo: você nota um artigo interessante em um site, mas não tem tempo para lê-lo agora. Mas se você for usuário do Instapaper ou do Pocket, basta um clique para “clipar” a página e guardá-la para depois. Ambos os serviços também são capazes de reformatar o conteúdo, eliminando distrações, destacando o texto e facilitando a leitura em dispositivos móveis.

14. Liberte suas músicas

Mande sua coleção de músicas para a nuvem e você poderá acessá-la em qualquer lugar, e de quebra ganha um backup. Uma das melhores opções é o Google Play Music, que permite que você armazene gratuitamente até 20 mil músicas – incluindo aquelas compradas no iTunes – e as acesse em outros PCs ou aparelhos através de uma interface web ou apps como o Play Music em smartphones e tablets Android. Você pode até baixar as músicas lá armazenadas de volta para o seu PC se quiser.

Para criar uma conta no Google Play Music você precisa estar conectado à internet em um PC com um endereço de IP norte-americano, já que o serviço não está disponível oficialmente no Brasil. É possível contornar este problema usando um serviço de VPN como o Hide My Ass. Mas depois de criar a conta você pode fazer o upload e download de músicas, e escutá-las, a partir de qualquer aparelho, sem restrição de região.

15. Publique um blog ou um site

Se você precisar de um site pra já e não quer pagar taxas de hospedagem e domínio, dê uma olhada noPancake.io. Este utilitário gratuito transforma arquivos texto em páginas web e as envia para o Dropbox, que funciona como “servidor”. Quem tem mais experiência com a web vai gostar de ver que o Pancake.io também tem suporte a arquivos CSS, PDFs, GIFs e outros tipos de arquivos.

16. Faca backup de seu blog ou site

É fundamental ter um backup de seu site, seja ele um blog pessoal ou o site de sua empresa. Você nunca sabe quando um hacker vai atacar, ou quando um problema no servidor pode acontecer. Se você usa o WordPress, instale o plugin WordPress Backup to Dropbox para automatizar o processo. Já oBackup Box pode arquivar sites do Drupal, Joomla, WordPress e outros gerenciadores de conteúdo em quase qualquer serviço de armazenamento online. Ambas as opções são gratuitas.

Trabalhe offline

17. Acesse seus documentos do Google Docs mesmo offline

O Google Docs é ótimo para criar e editar documentos de vários tipos, mas se você ficar sem acesso à internet, ficará sem acesso a eles, certo? Errado: o Google Drive for Windows sincroniza seu disco online com o disco local, tornando seus documentos disponíveis mesmo quando você não tem acesso à internet.

18. Acesse seus documentos do Dropbox mesmo offline

Você usa o app do Dropbox em seu smartphone ou tablet? Pois saiba que existe uma forma de deixar alguns documentos disponíveis para acesso offline. Basta abrir o documento e clicar no ícone da estrela para adicioná-lo à sua lista de favoritos. O app armazena os favoritos localmente, então você pode acessá-los mesmo quando não há conexão à internet.

Escaneando e imprimindo

19. “Imprima” documentos do iPhone no Dropbox

O software para Windows FingerPrint, da Collobo, permite a um iPhone ou iPad imprimir em qualquer impressora conectada a uma rede, mas também permite a “impressão virtual” em serviços online como o Dropbox ou Evernote. Com isso você pode enviar quase qualquer e-mail, foto, página web ou item que possa ser impresso direto de seu tablet ou smartphone para seu disco virtual. Só há um detalhe: o FingerPrint custa US$ 19,95.

20. Transforme seu smartphone ou tablet em um scanner

A câmera integrada ao seu smartphone ou tablet provavelmente tem resolução suficiente para capturar documentos. Tudo o que você precisa é do app certo para enviar o resultado para o seu serviço online favorito. Por exemplo, tanto o Doc Scan (grátis no iOS), Genius Scan (US$ 1,59 para Android) e Handyscan(US$ 2,99 para Windows Phone) são capazes de fotografar um documento, convertê-lo para PDF se necessário e enviar o resultado para o Dropbox, Google Drive, SkyDrive ou serviço similar.

20 dicas para turbinar o armazenamento na nuvem – PC WORLD.

Anúncios

Participe!...Deixe um comentário. Quem não é visto não é lembrado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: